Seguro de doenças graves, um bem necessário

Seguro de doenças graves, um bem necessário

Já pensou em ter um seguro de doenças graves? A pergunta pode parecer estranha, afinal o que todos nós queremos e desejamos é ter saúde. Mas mesmo mantendo um estilo de vida saudável, ter um seguro de doenças graves é um “bem necessário”.

A pandemia mostrou que a vida é cheia de surpresas e quando se fala em saúde o 100% de certeza não existe. Nesse sentido, tire uns minutinhos e venha entender por que você deve ter um seguro para doenças graves. 

Seguro de doenças graves

O seguro de doenças graves é um tipo de cobertura com o pagamento de um capital ao segurado em caso de diagnóstico de doenças graves.

O recurso irá complementar a cobertura médica e minimizar o impacto dos custos da doença no orçamento financeiro do segurado. Além disso, pode ter cobertura para a compra de medicamentos e tratamentos alternativos.

Ao identificar a doença grave, prevista na apólice, a seguradora paga a indenização. Mas o diagnóstico será comprovado por médico especialista, respaldado por exames complementares apropriados para o diagnóstico.

Conheça as doenças graves com seguros disponíveis:

– Câncer – Linfomas, Sarcomas, Leucemias e demais neoplasias malignas de caráter invasivo e que necessitem de tratamento com quimioterapia, radioterapia ou tratamentos paliativos.

– Acidente Vascular Cerebral (AVC) – Acidente vascular cerebral que produz alteração da função motora e sensitiva dos membros, perceptiva e da linguagem, comprovada após seis meses da data do diagnóstico.

– Infarto agudo do miocárdio – O Infarto Agudo do Miocárdio, desde que haja tratamento com angioplastia ou revascularização do miocárdio.

– Alzheimer – Doença neurológica caracterizada por ser progressiva e levar à perda das funções cognitivas cerebrais (demência).

– Paralisia dos membros

– Insuficiência renal crônica – As doenças renais tratadas com diálise peritoneal, hemodiálise e/ou transplante renal.

– Diagnóstico de surdez – É a perda total e irreversível da audição em ambos os ouvidos.

– Transplante de órgãos (coração, medula, fígado, rins, pâncreas ou pulmão)

– Esclerose Múltipla – Doença que acomete o sistema nervoso central, lenta e progressivamente e que promove uma destruição da bainha de mielina que recobre e isola as fibras nervosas.

Quando contratar um seguro de doenças graves?

O seguro para doenças graves pode ser contratado a qualquer momento. Mas se você tem no histórico familiar alguma doença grave, o ideal é fazer a contratação o quanto antes. A carência desse seguro é de 90 dias.

Não há limites de idade na contratação, portanto, jovens, adultos e idosos contratam no seu tempo. É preciso respeitar as carências previstas em contrato.

Cobertura de apenas uma doença grave

Vale lembrar que o seguro para doenças graves é pago apenas para o primeiro diagnóstico de uma das doenças citadas. Ou seja, a cobertura será paga apenas para uma doença. Após o recebimento, a apólice é cancelada em definitivo.

Caso deseje, o segurado tem que fazer um novo seguro. As regras para uma nova contratação mudam de acordo com a seguradora. Por isso, é importante buscar apoio de uma corretora de seguros.  

Ao procurar a Via Direta Seguros, você terá todas as informações e orientações necessárias para a contratação da melhor apólice.